sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Este não vai morrer de cornadas de grilo, nem de...


Nunca tinha ouvido um ditado antigo, que penso será usado lá para a terra onde os meus pais nasceram; foi precisamente a minha mãe que o disse hoje, em resposta a umas palavras que eu tinha proferido. Ri-me como uma perdida, e lembrei-me, de imediato, que o mesmo se aplicava na perfeição, a um chefe que tive, e que esmiuçava o Serviço de tal modo, que estou plenamente convicta de que  chegava a conferir se as pintinhas dos "is" não estariam colocadas de pernas para o ar!
Mas voltemos ao ditado e depois digam-me se já o conheciam:
"Este não vai morrer nem de cornadas de grilo, nem de coices de gafanhoto"
Estamos sempre a aprender...

4 comentários:

Susana Neves on 28 de dezembro de 2012 às 11:27 disse...

Não conhecia. É giro. Gosto muito de ditados populares. Devo sair à minha mãe :)

cecil on 28 de dezembro de 2012 às 13:22 disse...

eu tambem gosto muito de ditados populares mas este nao conhecia..mas esta engraçado .bjs

Nita on 29 de dezembro de 2012 às 13:56 disse...

Navegando, encontrei este espaço. Vou ficar e acompanhar…
Feliz 2013!

Joana on 30 de dezembro de 2012 às 12:00 disse...

Também não conhecia. Aprende-se todos os dias... Beijinho

 

Term of Use

conversaqui Copyright © 2009 Flower Garden is Designed by Ipietoon for Tadpole's Notez Flower Image by Dapino