quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Ementa do dia de Natal


 Na nossa família, o rei da mesa, no dia de Natal,  foi, durante muitos anos, o peru. Por várias razões, rompemos com essa tradição, e, como nos encontramos numa zona onde é muito bem confeccionado o leitão à moda da Bairrada, passámos a encomendar um, para substituir o peru. Enfim, nem sempre se podem manter as tradições, apesar da vontade! Os meus pais, e os tios que consoavam connosco, (estou a falar de há anos atrás), são oriundos dos arredores de Portalegre, onde temos familiares, e o peru destinado para o dia de natal vinha pequenino, acompanhado de vários irmãos; pareciam pintainhos! Morriam com facilidade, mas os sobreviventes, ao chegar a Dezembro, estavam majestosos, ou não fossem criados pela minha avó materna e pelos meus tios, que se desdobravam em cuidados para com essas aves! A matança, a que me recusava assistir, dava que fazer, sendo que começavam por embriagar os bichos com aguardente! O meu marido ia ajudar nessa tarefa, que levava horas, até não haver uma única pena na pele dos perus.
Tenho saudades desses tempos...

3 comentários:

Joana on 6 de dezembro de 2012 às 13:14 disse...

Engraçado, não fazia ideia que a família costumava comer perú. Sempre pensei que fosse uma americanice. As coisas que se aprendem todos os dias... :)

António Jesus Batalha on 9 de dezembro de 2012 às 04:26 disse...

Ao passar pela net encontrei o seu blog , que me chamou à atenção li a primeira postagem e folhe-ei mais lagumas, é um blog feito com muito entusiasmo, e dedicação, gostei do conteúdo e quero deixar os meus parabéns, quando encontro um blog bom deixo sempre um comentário e um convite.Ficarei grato se me der a honra da sua visita no meu blog O Peregrino E Servo. Se desejar seguir eu sempre vou retribuir seguindo seu blog também.
Sou António Batalha, cristão evangelico. Deixo a minha benção, e a paz de Jesus.
PS.Ao seguir meu blog faça-o de forma a que eu possa encontrar o seu blog, para que possa segui também.

Libania Neves on 9 de dezembro de 2012 às 13:31 disse...

Joaninha, na época dos perus, ainda não eras nascida. O tio Vedrines recheava-os e ficavam fabulosos. É natural que esse hábito tenha sido importado da América, mas existe em vários pontos do nosso pequeno Portugal. bj

 

Term of Use

conversaqui Copyright © 2009 Flower Garden is Designed by Ipietoon for Tadpole's Notez Flower Image by Dapino